quinta-feira, 9 de julho de 2009

Ainda sobre Nada



De tudo haveria de ficar para nós um sentimento
longínquo de coisa esquecida na terra -
Como um lápis numa penísula.

Trecho de " Arte de infantilizar formigas";
Livro sobre Nada. Manoel de Barros

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Neda Soltani







Vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=vlehNLfk90c



Vejam essas imagens até o fim, sem desviar o rosto, porque elas custaram muito caro. Foi preciso uma jovem estudante ser assassinada e pessoas arriscarem a vida para que essas imagens brilhassem na sua retina.
Pelo que ela protestava? Por uma coisa que já nem lembramos que temos. Liberdade.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

NO FIM DE UM LUGAR



(...) Em torno fazia um pássaro

Que seu canto finge com águas...

Você se beiradeava.

Eu me escorei o rosto nos silêncios.

Fui buscar um gosto leve

naquilo árvore

naquilo casa-de-pássaros.

­– Você me esperava? (...)

Manoel de Barros

sábado, 2 de maio de 2009

Hipótese




01- A mente completa o espaço que falta com a repetição contínua do espaço conhecido.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Símbolos


Nós somos especialistas em criar metáforas das nossas vidas. Quer uma maior do que a justiça? Cega por um simples pedaço de pano.
Como escrevendo eu sou um melhor desenhista, decidi postar esse desenho para o texto de hoje de José Saramago. Eu tenho acompanhado os textos dele ultimamente e acho que o desenho ilustra muito bem o desgosto do tema que Saramago vem abordando.



A outra crise (José Saramago)

Crise financeira, crise económica, crise política, crise religiosa, crise ambiental, crise energética, se não as enumerei a todas, creio ter enunciado as principais. Faltou uma, principalíssima em minha opinião. Refiro-me à crise moral que arrasa o mundo e dela me permitirei dar alguns exemplos. Crise moral é a que está padecendo o governo israelita, doutra maneira não seria possível entender a crueldade do seu procedimento em Gaza, crise moral é a que vem infectando as mentes dos governantes ucranianos e russos condenando, sem remorsos, meio continente a morrer de frio, crise moral é a da União Europeia, incapaz de elaborar e pôr em acção uma política externa coerente e fiel a uns quantos princípios éticos básicos, crise moral é a que sofrem as pessoas que se aproveitaram dos benefícios corruptores de um capitalismo delinquente e agora se queixam de um desastre que deveriam ter previsto. São apenas alguns exemplos. Sei muito bem que falar de moral e moralidade nos tempos que correm é prestar-se à irrisão dos cínicos, dos oportunistas e dos simplesmente espertos. Mas o que disse está dito, certo de que estas palavras algum fundamento hão-de ter. Meta cada um a mão na consciência e diga o que lá encontrou.

domingo, 4 de janeiro de 2009

Justiça



     É preciso muito cuidado para pronunciar o título dessa postagem, tenhamos medo de falar essa palavra pois hoje parece que todos a confundem com coisas abomináveis. É preciso paciencia para a verdadeira justiça, talvez demore tanto que nos não estaremos mais aqui, muitos vão chorar ainda, mas ela virá e seguirá pelos caminhos certos, destruindo os monstros que se passaram por ela. 

"Tu vens, tu vens 
 Eu já escuto os teus sinais..."

Anunciação
Alceu Valença


 
Contador de visitas

Contador de visitas