sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Meros devaneios tolos

Eu estava num lugar na minha casa que eu vou quando quero ficar sozinho, me lembro de nesse dia estar bem cansado. Passei o olho por umas coisas minhas que estavam nessa sala, tinha muita coisa na estante que fazia tempo que não via, entre eles estava O Pequeno Príncipe de Saint-Exupéry, me lembrei do piloto do livro. Fiquei imaginando a falta de esperança de um homem que esta perdido no meio de deserto, de repente lhe aparece um menino. O garoto pede ao homem que desenhe um carneiro. No meio de um deserto infinito um menino lhe pede um desenho! E ele desenha. Se eu estivesse la no lugar dele eu desenharia? Seria eu capaz de me esquecer da morte eminente pra fazer um desenho para uma criança?
Essa metáfora me fez pensar um dia inteiro... pensei nos meus desertos, agente acaba cruzando muitos deles de vez enquando, ai fiz esse carneiro ai em cima. Espero que ele goste do desenho...

3 comentários:

Bianca disse...

Melhor tbem...é legal saber o q a pessoa tava pensando na hora do desenho!!

Beijãooo! e obrigada pelas dicas ;D

Deborah disse...

Tá vendo, eu vi!!!!!

pathy disse...

Gostei mais deste post, em especial, lí o pequeno principe umas três vezes, me arrepiei relendo o que vc escreveu. Continuo acompanhando o seu trabalho, sempre disse que era fã número 01 e continuo sendo. Adorei o carneiro, tenha certeza de que o momento da criação é que determina a magia de um desenho e seus traços passam essa emoção. Parabéns!

 
Contador de visitas

Contador de visitas